Golegã: Viagens e turismo

Casa-Estúdio Carlos Relvas
Casa-Estúdio Carlos Relvas
Quase sempre uma vila tranquila e pacata, a Golegã transforma-se como que por encanto, todos os anos, durante as primeiras semanas de Novembro, devido à animada Feira Nacional do Cavalo. Milhares de entusiastas do cavalo e muitos criadores reunem-se na vila para apreciar os melhores exemplares de Portugal.

A feira também coincide com o dia de São Martinho (11 de Novembro), quando é tradição provar o vinho novo, sendo as especialidades, como não poderia deixar de ser, a água-pé e as castanhas assadas.

Em qualquer altura do ano se pode visitar a Igreja Matriz, do século XVI e com um belo portal manuelino e painéis de azulejos do século XVII, ou, em contraste, a colecção de arte moderna do Museu de Pintura e Escultura Martins Correia, ou ainda a vasta Quinta da Cardiga, situada junto ao Tejo e que outrora pertenceu aos Templários e à Ordem de Cristo: ainda conserva um portal manuelino e azulejos seiscentistas e setecentistas.

Perto da Golegã, entre os rios Tejo e Almonda, a Reserva Natural do Paúl do Boquilobo (529 hectares) é uma zona húmida com maciços de salgueiros e freixos e as suas zonas interiores, inundadas durante quase todo o ano, estão cobertas por uma variedade de plantas aquáticas e caniçais.

A maior colónia de garças da Península Ibérica está instalada aqui, e constitui um importante local de nidificação na Primavera para milhares de aves aquáticas selvagens, sobretudo da família das garças.
Destaque
Grande Hotel das Caldas da Felgueira Grande Hotel das Caldas da Felgueira
Caldas da Felgueira, Nelas
$$$$ (100 a 150 euros)

Albergado num edifício clássico na vila termal de Caldas da Felgueira, apenas a alguns minutos do rio Mondego, este hotel impressiona pelas suas extensas comodidades de bem-estar.

Ofertas especiais

Encontre aqui o seu hotel

Destino

Check-in

Check-out

 © 1997-2021 Guia de Viagens Portugal Travel & Hotels Guide | Termos legais | Contacto